Bolsonaro não irá na posse do presidente da Colômbia


Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro decidiu enviar o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, para representá-lo na posse do novo presidente da Colômbia, Gustavo Petro. O evento acontecerá no domingo (7/8).


Segundo fontes do Palácio do Planalto ouvidas pelo colunista Igor Gadelha, do Portal Metrópoles, Bolsonaro optou não comparecer à posse em razão da campanha eleitoral deste ano. Também pesou o fato de Petro ser de um partido de esquerda.


A decisão de Bolsonaro vem após a vice-presidente eleita da Colômbia, Francia Márquez, visitar o Brasil na semana passada e priorizar agendas com o ex-presidente Lula e políticos brasileiras de esquerda.


O PT, aliás, enviará ao menos dois representares à posse de Petro: a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-ministro Aloizio Mercadante, coordenador do plano de governo de Lula.


Bolsonaro, vale ressaltar, também não compareceu a posses de outros presidentes de países da América do Sul que são de esquerda, como o da Argentina, Alberto Fernández, e o do Chile, Gabriel Boric.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo