top of page

Brasil e Argentina promovem diálogo sobre envelhecimento ativo e saudável

Durante o encontro, ocorrido na capital argentina durante a XLI Reunião de Altas Autoridades sobre Direitos Humanos do Mercosul (RAADH), o secretário Alexandre da Silva ressaltou a parceria estratégica do Brasil com o país vizinho, cuja população envelheceu da mesma forma que a brasileira


Representando o MDHC e o governo brasileiro, secretário nacional dos Direitos das Pessoa Idosa, Alexandre da Silva, dialoga com representantes do governo argentino (Imagem: Isabel Carvalho - Ascom/MDHC)


O secretário nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Alexandre da Silva, compartilhou na segunda-feira (8) com o ministro da Saúde da província de Buenos Aires, Nicolás Kreplak, os aspectos em comum envolvendo as questões de envelhecimento e direito à saúde do Brasil e da Argentina. Durante o encontro, ocorrido na capital argentina durante a XLI Reunião de Altas Autoridades sobre Direitos Humanos do Mercosul (RAADH), Alexandre da Silva ressaltou a parceria estratégica do Brasil com o país vizinho, cuja população vem envelhecendo de forma intensa da mesma forma que a brasileira.


"Procuramos entender os problemas em comum entre o Brasil e a Argentina, como a questão das formas de adoecimento, o direito à saúde, o território como espaço capaz de promover o envelhecimento ativo e saudável. No Brasil nós já temos algumas experiências que promovem o envelhecimento ativo e saudável, e o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania pretende ampliar os espaços onde os idosos possam exercer mais o seu protagonismo", afirmou.


De acordo com o secretário, Nicolás Kreplak se colocou à disposição para que os dois países dialoguem sobre uma agenda conjunta que envolva a temática, inclusive com a programação de visitas aos equipamentos de ambos os países.


"A nossa dimensão territorial demanda mais estratégias. É preciso entender que a história e a cultura da Argentina são diferentes da brasileira, e que a nossa tem também essa diversidade, o que mostra pra eles que o nosso desafio acaba sendo grande", acrescentou o secretário dos Direitos da Pessoa Idosa.






5 visualizações0 comentário

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page