top of page

Brasil e Colômbia se juntam para tentar combater desigualdade racial

A proposta é a cooperação internacional para programas conjuntos de promoção da igualdade e combate ao racismo, com o intercâmbio e troca de experiências nas áreas de combate e superação do racismo


Imagem: Freepik.com


Brasil e Colômbia juntos para enfrentar o racismo. Na última terça-feira, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, os dois países avançam para integrar ações de igualdade racial.


A ministra da pasta, Anielle Franco, esteve junto da vice-presidenta da Colômbia e ministra da Igualdade, Francia Márquez, e do presidente colombiano Gustavo Petro, em Bogotá, para a assinatura de um memorando de entendimento sobre o tema.


Anielle Franco recordou o assassinato de sua irmã, a vereadora Marielle Franco. Para a ministra, apesar da tentativa de silenciar as mulheres negras, elas estão mudando o cenário político do poder.


Já Francia Márquez defendeu o fortalecimento de uma rede que possibilite a construção das lutas das mulheres afrodescendentes.


Anielle Franco destacou, ainda, a importância da vice-presidente da Colômbia na luta das mulheres negras.


A proposta é a cooperação internacional para programas conjuntos de promoção da igualdade e combate ao racismo, com o intercâmbio e troca de experiências nas áreas de combate e superação do racismo, produção acadêmica e científica, e políticas para povos tradicionais.



Informações da Agência Brasil

3 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page