top of page

Censo do IBGE: taxa de crescimento anual da população brasileira atinge menor nível da história

Os dados do Censo 2022 também mostram como a taxa média de crescimento anual da população brasileira vem diminuindo ao longo das últimas décadas


População IBGE — Imagem: Cláudio Vieira



A taxa média de crescimento anual da população brasileira atingiu, entre os anos de 2010 e 2022, o menor nível da série histórica iniciada há 150 anos. É o que mostram dados do Censo 2022, divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


De acordo com o levantamento, o avanço no número de habitantes no país foi de apenas 0,52% por ano ao longo dos últimos 12 anos. Até então, o menor crescimento anual havia sido registrado entre os anos 2000 e 2010, quando o índice ficou em 1,17%.


Os dados do Censo 2022 também mostram como a taxa média de crescimento anual da população brasileira vem diminuindo ao longo das últimas décadas. Isso significa que a população brasileira tem aumentado, mas em ritmo cada vez mais lento.


Desde o levantamento realizado pelo IBGE entre os anos de 1950 e 1960, já foram seis quedas seguidas no índice. Em 2022, também foi a primeira vez que a taxa de crescimento populacional ao ano foi inferior a 1% (veja no gráfico abaixo).


Crescimento anual da população brasileira atinge menor nível da história

Taxa média de aumento populacional por ano, em %


Pelo menos a partir da década de 1990, a desaceleração desse indicador vem ocorrendo em todas as regiões do país. Proporcionalmente, as que mais diminuíram seus ritmos de crescimento populacional nesse período foram o Norte e o Sudeste.


Em 2022, a menor taxa média de crescimento anual da população foi registrada no Nordeste do Brasil, com avanço de 0,24% no indicador, seguido pelo Sudeste, que avançou 0,45% (confira no gráfico abaixo).


Taxa média de crescimento anual da população

Divisão por regiões, em %




Perguntado pelo g1 sobre os possíveis motivos para essa desaceleração no crescimento populacional, o IBGE disse que "os dados dessa divulgação se resumem apenas à população dos municípios".


Afirmou ainda que, quando forem divulgadas "outras variáveis do Censo 2022, como os dados de migração, idade e sexo, renda e aglomerados subnormais", o instituto terá "mais condições de explicar as variações populacionais".


Sobre possíveis mudanças na estimativa do IBGE para o crescimento da população brasileira nos próximos anos, a instituição disse que essa projeção será divulgada após análise feita com base nos dados do próprio Censo 2022. A última divulgação do instituto prevê 228.286.347 pessoas até 2060.


Em números absolutos, o Brasil tem, atualmente, 203.062.512 habitantes — uma alta de 12,3 milhões em relação aos 190.755.799 registrados em 2010 (veja abaixo o avanço de cada região).



Distribuição da população pelas regiões do Brasil. — Foto: Arte/g1


Censo do IBGE

O Censo é uma pesquisa realizada pelo IBGE para fazer uma ampla coleta de dados sobre a população brasileira. Ela permite traçar um perfil socioeconômico do país, já que conta os habitantes do território nacional, identifica suas características e revela como vivem os brasileiros.


Todos os 5.568 municípios brasileiros, mais dois distritos (Fernando de Noronha e Distrito Federal), num total de 5.570 localidades, receberam visita de recenseadores. Segundo o IBGE, foram visitados 106,8 milhões de endereços em 8,5 milhões de quilômetros quadrados.


Foram respondidos 79.160.207 questionários, dos quais 88,9% com 26 quesitos e 11,1% com 77 quesitos. No total, 98,88% das entrevistas foram presenciais; o restante foi pela internet ou telefone.



Informações do g1.

6 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page