top of page

EUA denuncia violação da liberdade religiosa na Nicarágua

Defensores dos direitos humanos "fazem soar o alarme sobre os ataques à Igreja católica por parte do regime de Ortega e Murillo na Nicarágua"

Foto: Shutterstock

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, denunciou, nesta segunda-feira (15), a violação da liberdade religiosa na Nicarágua e a prisão do bispo Rolando Álvarez. O Departamento de Estado publicou, nesta segunda, seu informe anual sobre o estado da liberdade religiosa no mundo, como costuma fazer com os direitos humanos.


Defensores dos direitos humanos "fazem soar o alarme sobre os ataques à Igreja católica por parte do regime de Ortega e Murillo na Nicarágua", um país alvo de sanções dos Estados Unidos pela repressão aos protestos antigovernamentais de 2018, afirmou Blinken ao apresentar o relatório, referindo-se ao presidente Daniel Ortega e à sua esposa e vice, Rosario Murillo.


Entre as pessoas "injustamente detidas", o secretário de Estado americano citou o bispo Rolando Álvarez, condenado em fevereiro a 26 anos de prisão por vários crimes, principalmente por "desprezo pela integridade nacional", após se recusar a ir para os Estados Unidos juntamente com 222 presos políticos que foram liberta.


Com informações de UOL

2 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page