México retira todas as exigências referentes à pandemia


Foto: John Coletti/Getty Images

O país, que já não exigia exames negativos de Covid, comprovante de vacinação ou quarentena, eliminou também a necessidade do preenchimento do formulário “Mexico Vuela Seguro Platform“. Com isso caiu a única exigência relativa à pandemia. Ou seja, ficou ainda mais fácil viajar para o México.


O questionário continha perguntas sobre a saúde do passageiro, como se ele teve contato próximo com alguém que testou positivo para Covid-19 recentemente. Ao completar o passageiro recebia um QR Code que era apresentado na chegada. Embora o site do formulário ainda esteja no ar, sua obrigatoriedade deixou de existir em 1º de janeiro de 2022, segundo o site da IATA.


Porém, vale lembrar que desde dezembro do ano passado o México exige uma autorização eletrônica de viagem de todos os turistas brasileiros, exceto aqueles que tenham visto de turismo do Canadá, Estados Unidos, Japão, ou ainda residência permanente nestes países ou nos países europeus que integram o espaço Schengen.


Abordagem diferente à pandemia - Embora o país não tenha sido o primeiro a abandonar todas as exigências de entrada criadas por conta da pandemia (El Salvador fez isso em novembro de 2021), entrar no México durante toda a pandemia foi bastante tranquilo em termos de exigências.


Por ter uma economia que depende bastante do turismo, o país teve um estratégia bastante diferente do resto do mundo ao manter suas fronteiras sempre abertas, apenas com a exigência de um formulário de saúde.


Segundo os dados da Johns Hopkins University o país enfrenta hoje uma onda de novos casos (como o resto do mundo inteiro, diga-se de passagem), com 40.151 novos casos na média móvel de 7 dias. O país conta com 58,8% da população totalmente vacinada e 64,3% com a primeira dose.




2 visualizações0 comentário