top of page

Maior fabricante de tratores da China pode escolher Goiás como base de operações na América Latina

Vice - governador está entusiasmado com perspectiva positiva que a visita ao país asiático trouxe para Goiás e com a possibilidade do investimento chinês na economia goiana



Depois de voltar da China e de liderar a primeira missão internacional do Governo de Goiás em 2023, o vice-governador Daniel Vilela (MDB) disse que os chineses estão muito interessados na mineração do Estado. Além disso, ele adiantou existe a possibilidade da maior fabricante de tratores da China escolher Goiás como o local para estabelecer a base de operações da América Latina, uma vez que eles já possuem parceiros comerciais na cidade de Aparecida de Goiânia.


Daniel afirmou ainda para o próximo semestre existe a possibilidade do governador Ronaldo Caiado (UB) ir pessoalmente ao território chinês para concretizar alguma parceria. “Outros Estados já estão fazendo o que fizemos. Minas esteve na China com uma delegação de 250 pessoas. A Bahia também foi com o governador. Temos que estar atentos às movimentações e apresentar as nossas qualidades”, destacou.


O vice - governador, está entusiasmado com perspectiva positiva que a visita ao país asiático trouxe para Goiás e com a possibilidade do investimento chinês na economia goiana. “Fomos muito bem recebidos por onde passamos e agora vamos dar sequência para que possamos concretizar os acordos. O governo fará todo o esforço para tornar isso realidade”, garantiu.


Agroindústria: um negócio da China

A agroindústria chinesa também pode desembarcar em terras goianas depois dos contatos feitos durante a missão comercial. Em conversas, empresários chineses se mostraram dispostos a investir em plantas de granjas e no beneficiamento de grãos. “A China já é o grande parceiro comercial de Goiás. Cerca de 50% de nossas exportações vão pra lá. E nossa estratégia é potencializar a nossa economia com a internacionalização”, afirmou Daniel.


Para o vice-governador, os empresários que viajaram na comitiva goiana tiveram a oportunidade de fazer contatos e trocaram informações para cooperação. “A ideia é movimentar a economia goiana, gerar renda e receita para o nosso Estado. Quanto mais recursos privados somados aos investimentos públicos, mais empregos podem ser gerados para o povo goiano”, justificou.



Informações do Jornal Opção.

2 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page