Temporais colocam 302 cidades em emergência no Brasil


As chuvas obrigaram as autoridades de defesa civil a decretar situação de emergência em 302 cidades. O panorama mais grave se concentra na Bahia e em Minas Gerais. São 151 e 124 municípios com o alerta, respectivamente.


Os decretos de situação de emergência permitem aos municípios uma série de benefícios, como ajuda humanitária, repasse de recursos e auxílio em obras de restabelecimento urbano.


Na Bahia (foto em destaque), o número de mortos por causa das chuvas chega a 25. Mais de 91 mil estão desabrigados ou desalojados. A prefeitura de Itapebi, no sul do estado, emitiu um alerta para o risco de alagamento e pediu que os moradores deixem as casas e procurem abrigo com parentes, amigos ou nas escolas.


Em Minas, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil contabiliza 2,6 mil pessoas desabrigadas e outras 11,3 mil desalojadas.


No Piauí, o governo do estado decretou situação de emergência na área que abrange o Território de Desenvolvimento Tabuleiros do Alto Parnaíba, que abrange três cidades: Uruçuí, Baixa Grande do Ribeiro e Ribeiro Gonçalves.


Lá, as cidades estão sofrendo após os níveis dos rios aumentarem devido às fortes chuvas nos últimos dias. Ao menos 12 famílias estão desalojadas e três, desabrigadas.


No Tocantins, as prefeituras de Ipueiras e São Miguel publicam decretos de emergência por causa das enchentes. Elas se juntam a Miracema e Paranã, que já contavam com medidas semelhantes.


Segundo a Defesa Civil tocantinense, 147 pessoas foram afetadas pelas enchentes. Em todo o estado são, pelo menos, 32 municípios monitorados.


Fonte: Portal Metrópoles


Foto: Flickr

0 visualização0 comentário