Deslizamento arrasta ginásio e deixa 11 mortos no Equador


Foto: AFP

Um deslizamento de terra causado pelas chuvas mais intensas das últimas duas décadas em Quito deixou pelo menos 11 mortos, nove desaparecidos e 32 feridos, na segunda-feira (31), após a destruição de uma quadra de esportes - anunciaram autoridades locais.


Mais tarde, a prefeitura divulgou um comunicado, informando que 32 pessoas ficaram feridas e que as famílias desabrigadas foram distribuídas e instaladas em oito abrigos.


O Serviço Nacional de Gestão de Riscos atualizou o balanço durante a madrugada e informou que nove pessoas estão desaparecidas e 200 ficaram desabrigadas.


Acompanhado de autoridades, como o vice-presidente equatoriano, Alfredo Borrero, Guarderas relatou, durante uma entrevista coletiva virtual, que a chuva torrencial ultrapassou a capacidade de uma estrutura de captação de água situada em uma encosta e levou a uma torrente que "se chocou contra uma quadra". Naquele momento, várias pessoas praticavam esportes no ginásio.


O deslizamento da encosta do vulcão Pichincha afetou o setor de La Gasca, no lado noroeste da capital equatoriana, que vem sofrendo fortes chuvas.


Correntes de água, lama e rocha desceram a íngreme avenida La Gasca, prendendo veículos e inundando casas e ruas, segundo imagens divulgadas pelo Serviço Integrado de Segurança ECU911 para a imprensa.


Fonte: Correio Braziliense - Veja a matéria completa


1 visualização0 comentário