top of page

Tempestade de neve fecha fronteira entre Argentina e Chile, na Cordilheira dos Andes

Temperaturas chegaram a -6ºC e as equipes usaram máquinas para desobstruir pistas

Equipes tentam desobstruir vias em fronteira de Argentina e Chile

Imagem: Reprodução/Paso Cristo Redentor


Uma tempestade de neve e fortes ventos levaram ao fechamento da Passagem Internacional do Cristo Redentor, situada na fronteira entre Argentina e Chile. Com isso, o trânsito binacional foi interrompido, de maneira preventiva, para caminhões, carros particulares e ônibus de turismo. A via terrestre entre os dois países fica a 3,2 mil metros de altitude, na Cordilheira dos Andes.


De acordo com o "MetSul Meteorologia" e a Rádio Mitre Mendoza, a forte nevasca bloqueou a passagem de 1.400 caminhões, cujos motoristas aguardaram a liberação da passagem entre as cidades de Luján de Cuyo e Uspallata.


Nesta quarta-feira (24), havia mais de 50 centímetros de neve acumulada na região da passagem. Equipes usam máquinas para tentar desobstruir as estradas cobertas por neve e raspar o gelo das pistas.


Na quinta-feira (25), os termômetros da região chegaram a marcar -6ºC.


— Durante a noite nevou bastante. No qual houve uma acumulação do lado de Las Cuevas (lado argentino) de aproximadamente 25, 30 centímetros. Do lado de Libertadores (lado chileno), havia 60 centímetros. E logicamente isso gerou uma grande complicação, além das rajadas de vento que chegaram a 60 km/h — afirmou Osvaldo Valle, da Coordenação de Operação da Fronteira, à Rádio Mitre Mendoza.


Informações de O Globo.


13 visualizações0 comentário

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page